Workshop de Incubadas e Condôminas

Convidados tirevam boas impressões e comentaram possíveis parcerias futuras.

Na última sexta-feira (22) a Fundetec realizou um workshop de incubadas e condôminas. Carlos Alberto Schulze, diretor técnico da Fundetec, esteve presente realizando a abertura do evento.

Diversos empresários marcaram presença no evento, interessados em trocar experiências e na pauta das palestras, que tratou do tema em registro de marcas e patentes: Como fazer o registro de uma inovação no INPI, onde o Diretor da Agência de Inovação do IFPR Prof. Dr. Gutemberg Ribeiro falou sobre o funcionamento desses registros. Tadeu Pabis Junior, Coodenador da Proteção da Propriedade Intelectual e Novas Tecnologias, tratou sobre o Case da Agência de Inovação do IFPR e esclareceu algumas duvidas decorrentes sobre o assunto. Foi organizado um talk show com os empreendedores, que trocaram experiências sobre registros de marcas, patentes e softwares, e foi um sucesso.

Ao final do workshop, os presentes no evento foram convidados a participar de uma visita técnica à Fundetec, onde puderam ter experiências reais. Segundo o Coordenador Tadeu Pabis Junior “o evento foi de grande valia, foi percebida a organização e a forma de gestão, muito boas e interessantes, tudo muito claro e visível. Toda a equipe dedicada e a infraestrutura boa que possibilitam mais ainda a contribuição à cidade de Cascavel e o Estado do Paraná.”

O Diretor do Instituto Federal do Paraná, Prof. Dr. Gutemberg Ribeiro também deixou bem latente a sua boa impressão sobre o Evento e a Fundação, frisando que a visita faz parte de um plano maior, ou seja firmar uma parceria entre o IFPR e a Fundetec, com interesse em troca de expertises, replicar com empreendedorismo a incubação de empresas e o Instituto com o conhecimento da proteção intelectual. O Professor ainda ressaltou: “ficamos impressionados com a organização do ambiente, com a boa relação com os parceiros externos, as instalações e principalmente com o que estamos chamando de tratorismo, que seria o turismo com trator, que nos possibilitou ter um contato mais direto e real com as áreas visitadas, sendo muito positivo para conhecer o campo, as salas de aula, os dormitórios e toda a equipe que com a capitania de Carlos Schulze, fazem um excelente trabalho.”

O IFPR além das troca de expertises, também possuem o interesse em parcerias. Usar em conjunto as possibilidades, no que diz respeito a campo, equipamento e maquinário, para um possível programa de Mestrado, principalmente em função da organização e do potencial que a fundação oferece, podendo estabelecer a conexão entre visitas técnicas e eventos em parceria.