Cores da Terra: 11 produtores conseguem certificação de produção orgânica

A certificação é válida por um ano podendo ser renovada anualmente

Nos últimos anos vem crescendo a procura por alimentos orgânicos, assim como a luta contra o uso de agrotóxicos na agricultura, não só por questões de saúde, mas também, por questões ambientais e sanitárias. Segundo a agrônoma Vanessa Taques, hoje o mercado começou a se adaptar as novas tendências “Já surgem comercialmente algumas empresas com soluções biológicas, que seriam, por exemplo, inseticidas biológicos com uso de bacilos e tricoderma, e produtos também de aspecto fúngico. A tendência é que o produtor que utiliza a cultura convencional, passe a utilizar também em seu manejo esses produtos biológicos”.

Nem todos os agricultores convencionais se adaptam as novas tendências, por outro lado, existem aqueles que nunca chegaram a usar componentes químicos em suas plantações. Esses são os casos dos agricultores Leandro Winski e Silvana Campos, produtores orgânicos associados a Cooperativa Cores da Terra, incubada da Fundetec.

Leandro iniciou a plantação orgânica a pouco mais de 2 anos, após trabalhar por um curto período de tempo na agricultura convencional, mas como não se adaptou, decidiu trabalhar da forma mais natural possível. Para isso contou com ajuda da Cooperativa Cores da Terra que ofereceu todo o apoio técnico para que o produtor conseguisse a certificação. “Na verdade, eu trabalhei mas não gostei, nem aprendi a usar o agrotóxico. Com ajuda dos técnicos da Cores da Terra, conseguimos a certificação, melhorando nossa terra e o plantio”, comenta Leandro Winski.

Já Silvana, sempre trabalhou com agricultura orgânica “é uma questão de valor, não vejo outra alternativa a não ser trabalhar com o orgânico”. A produtora já está na sétima temporada com a mesma horta. “Aqui na horta era uma pastagem, nós carpimos tudo na enxada, então sempre foi um trabalho familiar aqui na horta. Essa é a segunda certificação que nós conseguimos com o auxílio da Cooperativa Cores da Terra, foi uma conquista para todos”.

A Cooperativa Cores da Terra foi responsável por fazer todo o acompanhamento técnico durante o processo de certificação, eles auxiliaram na questão de barreiras naturais, na purificação do solo, nas possíveis produções, em como trabalhar com as plantas e saber como lidar com as pragas, além de todo o processo burocrático.

Além de Leandro e Silvana outros 9 produtores de Cascavel conseguiram a certificação orgânica através da Cores da Terra. Essa certificação é uma forma de regularizar a plantação e de realizar a venda para supermercados, hotéis e indústrias. A certificação foi concedida pela Tecpar (Instituto de Tecnologia do Paraná) e tem um ano de vigência, podendo ser renovada.