Produtores rurais recebem capacitação em Olericultura

Redigido por: Assessoria

A Agrotec (Escola Tecnológica Agropecuária), em parceria com o Sindicato Rural de Cascavel e o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), encerra mais um curso de Olericultura com o tópico: Identificação e controle de doenças para os produtores rurais. Assim como os demais treinamentos, as aulas foram divididas entre teoria e prática e ao todo teve carga horária de 40 horas.

“O objetivo é que os agricultores saiam daqui identificando doenças a campo e aplicando métodos preventivos e de controles de doenças e oleícolas. É um curso voltado mais para a redução do uso de agrotóxico também, pois se trata de hortaliças. Acredito que a região oeste a questão do uso de agrotóxico é grande por conta do cultivo de grãos, então esse curso visa que eles aprendam pelo menos identificar e prevenir essas doenças. Eles viram sobre fungos, vírus, bactérias, nematoides”, explicou a engenheira agrônoma e instrutora, Luciana Cleci de Oliveira.

Oito alunos puderam aprender ainda mais sobre um dos ramos da horticultura, no qual é voltado para cultivo e manejo de hortaliças, como culturas folhosas, raízes, bulbos, tubérculos, frutos diversos e partes comestíveis de plantas. Para o técnico agrícola, Daltro Ângelo Vieira, que presta assistência para o pessoal das hortas urbanas de Cascavel o treinamento irá agregar muito o seu trabalho.  

“O curso é de grande valia e a nossa função é levar a todos os olericultores as ideias de se tem o controle das pragas, o manejo, como fazer com que eles produzam mais e nesse caso, produzir sem agredir o meio ambiente. Com essas técnicas que a aprendemos aqui, no tornamos multiplicador. Então nos vamos às hortas, visitamos as pessoas, vemos as dificuldades que se tem e na medida do possível com o que a gente aprendeu levamos as soluções até eles para que aumentem a produção e controlem melhor as pragas em suas lavouras”, destacou Daltro.