Fundetec possui Área Prática para a produção agrícola

Redigido por: Assessoria

A Fundetec (Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico) está em uma área de 148 hectares, nos quais fazem parte o Laboratório de Análises Físico-Químicas, o CIT (Centro Incubador Tecnológico), a Agrotec (Escola Tecnológica Agropecuária), além do auditório, refeitório, salas de treinamento e reunião.

Voltada não só apenas para o ambiente tecnológico, a Fundação, por meio da Agrotec, possui a chamada Área Prática. O espaço de 25 hectares destinado, principalmente, ao plantio de milho, trigo e soja, é resultado de uma parceria entre a Fundação e uma cooperativa da cidade, conforme explica o gerente de divisão técnica, Danilo Galafassi. “A Cooperativa fornece os produtos para o plantio e a gente entra com o terreno e a mão de obra. Depois da colheita pagamos o que eles nos deram no início e tiramos o lucro disso. O valor é entregue para a Fundetec e investido nela como um todo”.

O processo de plantio e colheita se repete de acordo com cada ciclo dos grãos. Este ano, a colheita de 12 hectares de soja já foi concluída e rendeu cerca de 66 sacas por hectare, mesma quantidade do ano anterior. Porém, com um diferencial, 18 variedades da planta foram utilizadas como experimento da cooperativa.

Outra cultura que está prestes a ser colhida é o milho. De acordo com o responsável, a meta é bater ou pelo menos manter a mesma média do ano passado, de 400 sacas por alqueire. A próxima plantação prevista é a do trigo, que possui um ciclo de 100 a 170 dias e rendeu em 2020, 160 sacas por alqueire.

O espaço possui ainda – em proporção menor – uma plantação de mandioca, de oliveiras e de maças. Para quem tiver interesse, a Agrotec também disponibiliza os espaços da Área Prática para estudantes de cursos voltados ao campo.

Aviário

Além da produção de grãos, a Fundetec e a Cooperativa possuem parceria na criação de frangos. Seguindo o mesmo sistema, são cedidos ao aviário 13 mil pintainhos, assim como a ração para trata-los. Durante 45 a 50 dias, os animais ficam em um barracão com todos os sistemas próprios de criação, até serem levados pela cooperativa para os frigoríficos.

AgroFlores

Em conjunto com a Secretaria de Meio Ambiente, a Área Prática contém estufas de flores, árvores frutíferas e não frutíferas que são utilizadas no paisagismo urbano, na recuperação ambiental e no reflorestamento de Cascavel. Atualmente há cinco espécies de flores, sendo elas Érica, Beijinho Americano, Vinca, Periquito verde e vermelho, Sálvia e Girassol Anão.