Abelha sem ferrão: Produtores rurais concluem treinamento de meliponicultura

Redigido por: Assessoria

Se encerra hoje (6) mais um curso de meliponicultura: abelha sem ferrão, na Agrotec. Desde segunda-feira (3) a turma composta por dez alunos puderam aprender mais sobre essa prática que vem crescendo a cada ano no Brasil e proporciona inúmeros benefícios.

No treinamento, a espécie mais estudada foi a Jataí, que assim como as demais, possui extrema importância na polinização, além da produção de mel de qualidade. Diferente da abelha apis, a sem ferrão pode ser criada no quintal de casa e não traz nenhum risco as pessoas e animais.

De acordo com o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) foram ministrados conteúdos básicos sobre as abelhas nativas, como a distribuição geográfica, tipos de ninho e estrutura das colônias, até noções práticas sobre instalação e manutenção de um meliponário e aproveitamento do mel.

Para o agricultor, Ricardo Vetorello, a experiência foi muito interessante, “Têm muitos detalhes que a gente precisa aprender para começar a lidar e é uma abelha pequenininha, mas muito resistente. Só precisa ter um pouco de cuidado com ela. Eu já fiz o curso de apicultura básica e esse complementa, serve para as pessoas verem quais são os tipos, algumas se adaptam melhor com a apis outras com a sem ferrão, ainda mais que pode ser colocada no pátio de casa”.

Lista de espera

Devido à alta procura pelo treinamento, novas aulas com carga horária de 32 horas estão previstas para o mês de agosto, das 8h às 17, na Agrotec. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo telefone (45) 3218-1281. Vale ressaltar que devido à pandemia, as vagas são limitadas até dez alunos, porém a pessoa interessada pode ser incluída em uma nova lista de espera caso a turma já esteja completa.